Situação da Covid 19 no Brasil ainda é grave e exige cuidados para prevenção da doença

Embora alguns estados apresentem estabilidade nos números de mortes e infectados pela Covid 19 e alguns em queda, à exceção de Acre, Ceará e Roraima, onde os números estão subindo, a situação ainda é muito grave no Brasil.  Portanto, apesar do cansaço de ficar em casa e trabalhar em home office (para quem pode), os brasileiros devem continuar mantendo todas as medidas de prevenção contra o coronavírus, como usarem máscara da maneira correta e evitarem aglomerações. Aqueles do grupo de risco (idosos e com morbidades), devem ficar em casa.

Luiz Francisco Corrêa - Jornalista / Diretor da Via Comunicação / membro do Conselho Curador da Fundação de Pesquisa e Ensino da Cirurgia – FUPEC / Diretor e Editor do Portal Medicina e Saúde

Embora alguns estados apresentem estabilidade nos números de mortes e infectados pela Covid 19 e alguns em queda, à exceção de Acre, Ceará e Roraima, onde os números estão subindo, a situação ainda é muito grave no Brasil. Portanto, apesar do cansaço de ficar em casa e trabalhar em home office (para quem pode), os brasileiros devem continuar mantendo todas as medidas de prevenção contra o coronavírus, como usarem máscara da maneira correta e evitarem aglomerações. Aqueles do grupo de risco (idosos e com morbidades), devem ficar em casa.

De acordo com o site UOL, de 12-09-20, o Brasil registrou um acréscimo de 800 mortes pelo Covid 19 (últimas 24 horas até essa data), totalizando 131.274 óbitos pela doença.

Os números divulgados pelo UOL são resultado de um levantamento junto às secretarias estaduais de saúde e consolidados às 20h, de 12-09-20. Foram registrados 31.880 novos casos e 4.315.858 infectados.

Existe uma questão econômica que deve ser registrada, com muitos empresários, de diversas áreas, em situação dificílima, que não faturam e são obrigados a dispensar os empregados. Uma situação muito triste. Para esses segmentos, para os quais as prefeituras de cada cidade têm regras específicas, além de ajuda do Governo, através de financiamentos, espera-se que, com a abertura, todos os cuidados de prevenção sejam adotados em seus espaços, com a fundamental colaboração de seus clientes, que devem observar as regras de segurança e não deixar a responsabilidade apenas com o proprietário do estabelecimento, seja restaurantes, bares e lojas em geral. Afinal, estamos em tempo de mais empatia e talvez esse seja um aspecto positivo desses tempos sombrios.

Temos visto cenas de aglomerações (bares, restaurantes, praias) em várias capitais do país, como Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte, Recife, Porto Alegre, entre outras. Isso não pode ocorrer. As consequências podem ser péssimas. Vejamos o caso da Espanha, que depois de uma flexibilização, vê os números de infectados e mortes aumentarem novamente depois de uma certa estabilidade. Esperamos que isso não ocorra no Brasil. Portanto, fiquem muito atentos a todas as regras de segurança contra o coronavírus.

Aproveitamos mais uma vez para cumprimentar os profissionais de saúde - enfermeiros, médicos, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, entre outros, e profissionais de apoio das áreas administrativa e operacional de hospitais públicos e privados, pelo intenso trabalho nesse momento difícil de pandemia. Esses, verdadeiramente, são os heróis do Brasil.

 

Telefone: (31)3586-0937 | FAÇA CONTATO

medicina & saúde nas redes