Pronunciamento do Presidente Bolsonaro, na noite de quarta-feira, repercute no meio médico. Veja posição da Sociedade Brasileira de Ortopedia

O pronunciamento da Presidente da República, Jair Bolsonaro, na noite quarta-feira, 24 de março, teve forte repercussão junto a entidades representativas da área médica. O Portal Medicina e Saúde recebeu nota oficial da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia- SBOT, assinada pelo presidente da tradicional instituição, Dr. Glaydson Godinho.

O presidente da Sociedade Brasileira de Ortopedia, Dr. Glaydson Godinho: “Permanecer em casa” é a nossa orientação.

O pronunciamento da Presidente da República, Jair Bolsonaro, na noite quarta-feira, 24 de março, teve forte repercussão junto a entidades representativas da área médica. O Portal Medicina e Saúde recebeu nota oficial da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia- SBOT, assinada pelo presidente da tradicional instituição, Dr. Glaydson Godinho.

Leia:

NOTA OFICIAL SBOT SOBRE O PRONUNCIAMENTO OFICIAL DO PRESIDENTE DA REPÚBLICA JAIR BOLSONARO

A Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia - SBOT, que se manifesta em nome de seus 18.000 médicos associados, vem reiterar perante a população brasileira que as orientações e cuidados a serem tomados diante da pandemia do novo coronavírus são aquelas emanadas pelo Ministério da Saúde.

Essas orientações, emanadas pelo ministro médico Luiz Henrique Mandetta, tem base científica e seguem a linha explicitada pela OMS.

Dessa forma, por mais respeito que tenhamos pela figura do chefe do Executivo, o cerne do combate à pandemia é e continuará sendo a tentativa desesperada de se evitar o crescimento exponencial da doença.

Manifestamos nosso total apoio e confiança em toda equipe do Ministério da Saúde, cuja normas, reafirmamos, são aquelas recomendadas com base cientifica-epidemiológica. “Permanecer em casa” é a nossa orientação.

Continua valendo a recomendação de que toda a população e não só os idosos permaneçam em casa, que as escolas não tenham aulas e que os serviços não essenciais continuem sem operar, mesmo que isso represente um problema econômico grave. É preciso lembrar que mais importante que o dinheiro que deixa de ser ganho, é a vida que deve ser salva.

  • Glaydson Gomes Godinho
  • Presidente da SBOT”

 

Portal Medicina & saúde: (31)3586-0937 | FAÇA CONTATO

medicina & saúde nas redes