Opinião: qual a melhor prótese de quadril?

Pelo Dr. Guydo Marques Horta Duarte é Presidente da Sociedade Brasileira de Quadril, Coordenador do Serviço de Ortopedia do Hospital Vila da Serra e Doutor em Cirurgia pela UFMGPerguntas frequentes e preocupações comuns entre as pessoas que vão se submeter a uma cirurgia de quadril para implantação de uma prótese, referem-se aos materiais de que são feitas as próteses. Ouvimos frequentemente “a prótese é de titânio? De porcelana?”  etc...

O ortopedista Guydo Marques Horta Duarte

Perguntas frequentes e preocupações comuns entre as pessoas que vão se submeter a uma cirurgia de quadril para implantação de uma prótese, referem-se aos materiais de que são feitas as próteses. Ouvimos frequentemente “a prótese é de titânio? De porcelana? ” etc...

É necessário esclarecer que o sucesso e a durabilidade da artroplastia total do quadril dependem de vários fatores. O primeiro e de maior importância é a expertise do cirurgião, que é fator determinante na abordagem individualizada de cada paciente para o reconhecimento e minimização dos riscos pré-operatórios, na correta seleção dos implantes e na correta aplicação da técnica cirúrgica, associados à adequada infraestrutura de recursos humanos e hospitalares, fundamentais para o sucesso da cirurgia. Assim é preciso contar com uma equipe multiprofissional, composta por anestesistas, clínicos, corpo de enfermagem, fisioterapeutas, dentre vários outros profissionais, que atuam conjuntamente para o completo êxito do procedimento.

Após a prótese ter sido implantada dentro deste contexto, a sua durabilidade que hoje é estimada em décadas, não em anos, vai depender de fatores inerentes aos materiais e aos vários tipos de próteses. De uma forma geral, quanto a maneira que são fixadas ao osso, as próteses podem ser divididas em duas categorias, as de fixação cimentada e não cimentada. As duas formas de fixação são eficientes, tendo a cimentada, que é de execução bem mais complexa, a vantagem principal de ser menos rígida e por isto, sob o aspecto biomecânico, interage de forma mais fisiológica com a estrutura óssea. Existem próteses excelentes fabricadas em vários materiais, como aço inoxidável, cromo-cobalto e ligas de titânio, alumínio, vanádio. Outro fator que é determinante para durabilidade das artroplastias de quadril, são os materiais que compõem as superfícies que se articulam, porque quanto menor o atrito entre as mesmas, menor é a formação de micropartículas, que podem levar a reações orgânicas que causam perdas ósseas em torno dos componentes das próteses, com a sua consequente soltura. As próteses mais utilizadas atualmente são a cabeça femoral metálica ou de cerâmica articulando com um componente de polietileno especial, proporcionando um desgaste muito pequeno, menor de 0,1mm por ano. A cabeça de cerâmica possui um potencial de desgaste menor que a de metal, sendo esta considerada atualmente por muitos pesquisadores da área como a melhor superfície articular. A superfície articular cerâmica com cerâmica proporciona o menor desgaste de todas, em estudos em máquinas simuladoras em laboratório, mas na sua utilização clínica, a presença de ruídos é uma preocupação constante. Este tipo de superfície também só é utilizado em próteses não cimentadas.

Por fim, deve ser enfatizado que a escolha do implante deve ser definida pelo cirurgião, em função da sua experiência, formação, convicções pessoais e individualizada para cada paciente em particular.

 

Portal Medicina & saúde: (31)3586-0937 | FAÇA CONTATO

medicina & saúde nas redes