Novo site para população da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo – SOCESP – traz informações para público leigo

O novo site da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo (www.socesp.org.br/publico), lançado recentemente, traz informações confiáveis sobre doenças cardiovasculares, mas também dicas e esclarecimentos de nutricionistas, educadores físicos, enfermeiros, farmacêuticos, fisioterapeutas, dentistas e psicólogos da entidade. Além disso, o site informa de maneira simples e direta sobre os cuidados com o novo coronavírus para que a população possa tirar qualquer dúvida a respeito de como se cuidar durante a pandemia.

Cuidados com o Coronavírus, Nutrição, Educação Física, Enfermagem, Farmácia, Fisioterapia, Odontologia e Psicologia fazem parte, junto com a Cardiologia, dos assuntos do site que também serão intensificados nas mídias sociais

O novo site da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo (www.socesp.org.br/publico), lançado recentemente, traz informações confiáveis sobre doenças cardiovasculares, mas também dicas e esclarecimentos de nutricionistas, educadores físicos, enfermeiros, farmacêuticos, fisioterapeutas, dentistas e psicólogos da entidade. Além disso, o site informa de maneira simples e direta sobre os cuidados com o novo coronavírus para que a população possa tirar qualquer dúvida a respeito de como se cuidar durante a pandemia.

Segundo o presidente da SOCESP, João Fernando Monteiro Ferreira, “os departamentos multiprofissionais fazem parte do DNA da SOCESP e não há como vencermos essa luta sem a união de todos. O Covid-19 veio para mostrar a importância do coletivo ao mundo”, afirma. As publicações da SOCESP também contemplam uma forte atuação em mídias sociais, com posts diários no Facebook, Instagram, Twitter e Linkedin, além de podcasts em diversas plataformas.

O presidente da SOCESP alerta para os próximos meses diante da real possibilidade de dificuldades no tratamento das pessoas com DCV pelo afrouxamento das atividades de prevenção e piora do controle dos fatores de risco (hipertensão, colesterol elevado, diabetes, entre outros), pela redução dos atendimentos ambulatoriais e realização de exames. “As restrições ao acesso aos serviços de emergência, somadas a ocupação prioritária de leitos de UTI e internação para os doentes com o Covid-19, também poderão prejudicar o atendimento adequado de pacientes com evento cardiovascular agudo, como o infarto e o acidente vascular cerebral”, ressalta o cardiologista. “Não podemos baixar a guarda no cuidado dos pacientes cardiopatas, principalmente os que apresentem eventos agudos”, completa.

No Brasil, as doenças cardiovasculares continuam matando mais que câncer, doenças respiratórias e mortes violentas, tanto entre homens como em mulheres. São 400 mil óbitos todos os anos.

“Temos investido em ações voltadas para a população, como o novo site, completamente reformulado, que tem informações de alerta para o excesso de peso e a obesidade, para a importância de uma alimentação balanceada e prática regular de exercícios físicos”, conclui o presidente da SOCESP.

 

Portal Medicina & saúde: (31)3586-0937 | FAÇA CONTATO

medicina & saúde nas redes