Carnaval: Previna-se contra a Aids e outras doenças sexualmente transmissíveisO Carnaval 2019 ocorre a partir da próxima sexta, 28 de fevereiro. Época de blocos, fantasias, trios-elétricos, festas e mais festas pelas ruas das cidades brasileiras, principalmente Rio de Janeiro, São Paulo, Salvador, Belo Horizonte, Recife, entre muitas outras cidades do interior do país.

crédito imagem: “www.freepik.com/free-photos-vectors/background"

O Carnaval 2019 ocorre a partir da próxima sexta, 28 de fevereiro. Época de blocos, fantasias, trios-elétricos, festas e mais festas pelas ruas das cidades brasileiras, principalmente Rio de Janeiro, São Paulo, Salvador, Belo Horizonte, Recife, entre muitas outras cidades do interior do país.

Em sua maioria, os foliões são pessoas jovens, com muita energia, com uma vida pela frente, que nessas ocasiões esperam encontrar uma namorada ou namorado. Também ocorrem relações sexuais sem maior comprometimento com o parceiro, o “ ficar” do nosso tempo. As relações mais íntimas são incentivadas por corpos bonitos de mulheres e homens, em um ambiente de muita alegria e sensualidade. Assim, a prevenção contra a Aids e outras doenças sexualmente transmissíveis é da maior importância, por motivos óbvios.

No último dia 22, o Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, lançou em Salvador uma campanha para o carnaval/2019, com o slogan “ Pare, pense e use camisinha”. Segundo dados do Ministério da Saúde, a ação tem o objetivo de conscientizar os foliões que irão se divertir em todo o país. A ideia é estimular o uso do preservativo, principalmente entre os homens de 15 a 39 anos, pois 73% dos casos de HIV ocorrem em homens. De acordo com as informações da campanha, foi criada uma nova identidade visual para as camisinhas. Milhões delas serão distribuídas em todo o Brasil.

O ministro Mandetta, em recente entrevista à imprensa, destacou: “Os números do HIV no Brasil, que demonstram aumento entre jovens, são muito importantes para a conscientização do grande desafio que temos na saúde pública, que é uma mudança no comportamento. Precisamos cada vez mais estimular o uso do preservativo, para que o Carnaval seja sempre uma memória feliz. Vamos fazer um Carnaval e um ano inteiro de consciência em relação à responsabilidade sobre o seu corpo e o da pessoa que você ama”.

Algumas dicas:

  • O folião deve usar preservativo em todas as relações.
  • Evitar beijar na boca de pessoas desconhecidas. (O beijo pode transmitir doenças como herpes labial, candidíase, mononucleose, cárie e gengivite, entre outras doenças)
  • Beber álcool moderadamente. O álcool, em excesso, possibilita Consequências graves, de diversas formas.
  • Atenção ao usar banheiros públicos, principalmente os químicos. Evite sentar no vaso se o assento não possuir proteção descartável.

Portal Medicina & saúde: (31)3586-0937 | FAÇA CONTATO

medicina & saúde nas redes