Previna-se contra o Câncer de PeleO verão é uma estação alegre, energética e sensual, com sol exuberante nas praias, nas piscinas, em todos locais. Entretanto, é muito importante se prevenir contra o câncer de pele, cuja incidência tem crescido muito no Brasil, devido à exposição ao sol. De acordo com o INCA - Instituto Nacional do Câncer, esse tumor corresponde a 30% dos demais tumores malignos registrados no país. O câncer de pele apresenta altos percentuais de cura, se for detectado precocemente. O tipo não-melanoma é o de maior incidência, mas de mais baixa mortalidade.

Crédito da foto: Bearfotos - Freepik.com

O verão é uma estação alegre, energética e sensual, com sol exuberante nas praias, nas piscinas, em todos locais. Entretanto, é muito importante se prevenir contra o câncer de pele, cuja incidência tem crescido muito no Brasil, devido à exposição ao sol. De acordo com o INCA - Instituto Nacional do Câncer, esse tumor corresponde a 30% dos demais tumores malignos registrados no país. O câncer de pele apresenta altos percentuais de cura, se for detectado precocemente. O tipo não-melanoma é o de maior incidência, mas de mais baixa mortalidade.

O câncer de pele é mais comum em pessoas com mais de 40 anos, sendo relativamente raro em crianças e negros, com exceção daqueles já portadores de doenças cutâneas anteriores. Pessoas de pele clara, sensível à ação dos raios solares, ou com doenças cutâneas prévias, são as principais vítimas.

Como a pele - maior órgão do corpo humano - é heterogênea, o câncer de pele não-melanoma pode apresentar tumores de diferentes linhagens. Os mais frequentes são o carcinoma basocelular (também menos agressivo) e o carcinoma epidermoide.

As estimativas do INCA para 2016 eram preocupantes: 175.760 novos casos, sendo 80.850 homens e 94.910 mulheres. Número de mortes: 1.769, sendo 1.000 homens e 769 mulheres. O órgão ainda não liberou os estudos recentes.

O Portal Medicina e Saúde ouviu a médica Vivian Lemos, Coordenadora do Serviço de Cirurgia Plástica Reconstrutiva e Microcirúrgica do Hospital Vila da Serra, sobre a importância da prevenção do câncer de pele.

"Quando nos deparamos com a doença seja ela qual for, em algum momento pensamos em como poderíamos ter evitado seu aparecimento. Cuidado com a saúde mental e física são atitudes fundamentais nesta prevenção”, destaca. Segundo ela, vivemos em um país tropical onde a exposição solar é longa durante o dia. Nesse sentido, “estamos sujeitos ao aparecimento de todas as neoplasias de pele. A incidência maior de cânceres não melanoma é em homens de pele e olhos claros, moradores da região Sul do nosso país (dados do INCA DE 2016), seguidos da região sudeste. Os dados norteiam as ações preventivas nestas populações principalmente, alertando sobre o uso constante de cremes, com fator de proteção solar 50, e o uso de roupas apropriadas, definidas no último consenso do Grupo Brasileiro de Melanoma deste ano, além de se reduzir o horário de exposição solar direta. Somente divulgando e atualizando sistematicamente a população estaremos agindo de forma preventiva”.

Dicas de prevenção:

· Usar chapéus, camisetas e protetores solares;

· Evitar a exposição solar e permanecer na sombra entre 10h e 16h;

· Na praia ou na piscina, usar barracas feitas de algodão ou lona, que absorvem 50% da radiação ultravioleta. As barracas de nylon formam uma barreira pouco confiável;

· Usar filtros solares diariamente e não somente em horários de lazer ou diversão. Fator de proteção (FSP) 30, no mínimo. Reaplicar o produto a cada duas horas ou menos, nas atividades de lazer e ao lar livre;

· Ao utilizar o produto no dia a dia, aplicar uma boa quantidade pela manhã e reaplicar antes de sair para o almoço;

· Manter bebês e crianças protegidos do sol. Filtros solares podem ser usados a partir dos seis meses;

· Observar regularmente a própria pele, à procura de pintas ou manchas suspeitas;

· Consultar um dermatologista uma vez ao ano, no mínimo, para um exame completo. (fonte: Sociedade Brasileira de Dermatologia)

 

Portal Medicina & saúde: (31)3586-0937 | FAÇA CONTATO

medicina & saúde nas redes