A importância dos check ups médicos para mulheres e homens

Fazer o check up médico é da maior importância, pois muitas doenças são silenciosas e, muitas vezes, as pessoas só percebem que estão com problemas sérios de saúde já em momentos difíceis de controle da enfermidade.

Fazer o check up médico é da maior importância, pois muitas doenças são silenciosas e, muitas vezes, as pessoas só percebem que estão com problemas sérios de saúde já em momentos difíceis de controle da enfermidade.

Algumas empresas já contratam clínicas que fazem check ups anuais em seus funcionários, mas esse serviço pode também ser utilizado por pessoas físicas. A regra é clara: quanto mais cedo se descobre qualquer doença, mais chances o paciente tem de se curar e prevenir qualquer enfermidade.

Os médicos aconselham os chamados controles de saúde (os check ups), pelo menos anualmente, quando devemos agendar uma consulta com o clínico geral para saber como está a nossa saúde. Ele poderá dar uma orientação sobre os especialistas a serem procurados.

As mulheres, tradicionalmente bem mais cuidadosas com a saúde, devem agendar consulta com o ginecologista e os homens, com o urologista.

É fundamental que os homens deixem os preconceitos de lado, no caso da consulta com o urologista. O toque retal é um exame rápido e previne eficazmente o câncer de próstata, doença que pode matar.

Devido ao envelhecimento da população, os ortopedistas são cada vez mais procurados nas especialidades, principalmente de coluna, joelho, mão, ombro, pé e tornozelo. Os ortopedistas poderão orientar sobre prevenção, cirurgias e tratamentos com fisioterapeutas.

As doenças cardiovasculares que, hoje, atingem também os mais jovens, merecem uma atenção especial para a prevenção do enfarte, acidente vascular cerebral e derrame, entre outras patologias. Como se sabe, as chamadas “doenças do coração” são as que mais matam no país. Portanto, atenção redobrada.

O Portal Medicina e Saúde ouviu a Dra. Patrícia Lages, coordenadora do serviço de Cardiologia do Hospital Vila da Serra, Nova Lima/MG, sobre o assunto. Ela confirma que “a doença cardiovascular é a principal causa de morte no Brasil”. Segundo a Sociedade Brasileira de Cardiologia, são mais de 30% do total de óbitos registrados”, acrescenta, pontuando que só nesse ano, até a presente data (24-02-2020), já são quase 60.000 óbitos. A prevenção evita grande parte dessas mortes”.

Como prevenção, ela dá algumas dicas: alimentação saudável (diminuir ingestão de carboidratos, comer frutas, verduras e legumes, evitar frituras, aumento na ingestão de “ gordura boa”, como castanha, amêndoa, nozes...), abandono ao tabagismo, atividade física (antes, porém, é importante fazer exames preliminares para diagnosticar e evitar doenças/riscos que podem levar à morte súbita), diminuição de estresse, melhorar qualidade do sono (se ronca ou tem aquelas “paradas respiratórias”, procure um médico). Faça consultas regulares com seu médico, descubra seu risco cardiovascular e trabalhe para preveni-lo”.

 

Portal Medicina & saúde: (31)3586-0937 | FAÇA CONTATO

medicina & saúde nas redes